Amados gatos - todo o mundo os ama - excepto quem tiver um coração insensível ou não os entenda. Eis a minha contribuição e apreço para essas maravilhosas criaturas de Deus. Bem hajam, queridos bichanos!

O melhor sistema para procurar e divulgar animais encontrados em Portugal inteiro.

Consulte a página - http://www.encontra-me.org/


Amados gatos:

Um saudoso ADEUS ao Floco de Neve e à Kika que enfeitaram a minha vida.

Em vossa memória e como última homenagem, este blog continuará a existir.
Receberá as mensagens dos donos magoados e as imagens dos que, como vocês, amados gatos, já partiram em busca do paraíso.

Procurem-nas na tag: 02-adeus, amados gatos

Por favor, contactem-me por

ou através dos comentários neste blog.

Obrigada!

21
Abr 11

Com cerca de 4 anos, também veio da Ilha da Madeira, nos primeiros meses de 2011. Vivia lá no picadeiro e escola de equitação, onde lhe davam comida e um tecto; sempre fora de casa, junto a outros cães e gatos que por lá são igualmente acolhidos e alimentados. Mas o clima da Madeira oscila entre os 18 graus e os 22 graus -  Inverno/Verão. A temperatura é óptima!

 

Habituado a brincar com os cães, não tem medo deles.

Não é um gato grande, é médio.

Maioritariamente preto no dorso mas com diversas malhas brancas enormes no peito e patas. Olhos um pouco juntos e amarelos, muito redondos e expressivos.

No focinho também tem malhas pretas, assimétricas, e uma delas parece um bigode, tipo Hitler.

Grandes bigodes brancos.

É um bichano delicioso, meiguinho e que nunca se vira a ninguém.

Ronrona por tudo e por nada, é um comilão inveterado.

Se lhe fazem festas, deita-se e põe-se logo de barriga para cima. Não deixa as unhas de fora.

 

Possui um andar de rufião, meio a cambalear o que lhe confere um ar desajeitado e divertido.

 

É, sem dúvida, um grande fadista!

 

 

Tem a particularidade de andar sempre a tapar tudo. Raspa com as patinhas quer tenha com que tapar ou não. Tudo lhe serve para isso:

Se já comeu e não quer mais, tapa (quantas vezes entorna tudo).

Se a gata fez no litter e não tapou bem, lá vai ele tapar tudo e deixar impecável.

Se está a brincar e já não quer brincar mais, vira as costas ao brinquedo e tapa; que é como quem diz, raspa seja lá o que for para cima do brinquedo: sejam panos, tapetes, sapatos, não interessa.

Adora comida de lata, mas nada mais do que isso, e ração.

Bebe também um pouco de leite.

 

Gosta de saltar para o muro e dar uma voltinha na rua até debaixo do nosso carro, e pouco mais.

Se está em cima do muro e lhe dizemos alguma coisa, apressa-se a voltar para dentro.

Se está na rua é igual, corre logo para dentro de casa.

 

Adora saltar para a minha cama e acordar-me. Vem ronronar junto do meu rosto, estende a patinha e toca-me com muito jeitinho no queixo, na face ou no nariz.

É o gato mais divertido que eu já vi. Põe todo a gente a rir com as coisas que faz.

Se está a dormir e o afagamos, ronrona e continua sem se ralar nada.

Vem quando o chamamos mas, na maior parte das vezes tenta esconder-se quando já está perto, para que o procuremos. Está sempre pronto para brincar.

A gata é o seu brinquedo principal, sempre a esconder-se dela para a apanhar desprevenida quando ela passa e saltar-lhe em cima.

 

A cadelinha Jeka, brinca com ele, quer dizer, corre atrás dele e mete a cabeça dele na boca dela, sem magoar. Correm desenfreados à volta da casa.

Se a cadela está sossegada a dormir, ele desafia; se ela está a descansar, ele dá-lhe patadas; se ela passa, o gato esconde-se e salta-lhe para o dorso, fugindo em seguida.

 

Felizmente que ele dorme imenso ou não haveria sossego dentro ou fora de casa.

Adora chatear a gata saltando-lhe para cima da casotinha, amachucando o tecto e caindo sobre ela.

Têm cestas abertas mas também têm umas que são de tecido com interior de espuma, (usadas no tempo mais frio), tal qual casotas de cães.

Tudo é uma festa para aquele marau. Não há como não achar graça e perdoar-lhe tudo.

 

A última novidade é saltar, durante a noite, para cima do móvel do meu quarto, onde tenho uma caixa  com bolas barulhentas, com guizos dentro. Guardo-as à noite e só lhe deixo no chão as silenciosas.

Pois ele vai lá buscá-las para brincar. É um grande maroto!

LauraBM às 01:08
TAGS - TEMAS DO BLOG «clique em cima»:

HOMENAGEM AO GATO

Homenagem ao mais belo e versátil animal doméstico

que JAMAIS será domesticado.

O paraíso JAMAIS será paraíso

a não ser que os meus gatos estejam lá, esperando-me.

arquivos
Banners

mais sobre mim
pesquisar neste blog