Amados gatos - todo o mundo os ama - excepto quem tiver um coração insensível ou não os entenda. Eis a minha contribuição e apreço para essas maravilhosas criaturas de Deus. Bem hajam, queridos bichanos!

15
Mar 04

melro_cacado.jpg
O melro, foi beber água

no vasilhame do cão,
(a dormir, sossegadinho),

no seu passo de pulinho,

bico amarelo, negrão.

Passou por mim, não me viu;

feita estátua, na marquise.
O melro bicou ervinhas,

larvas, formigas, pedrinhas;

até uma flor cerise.

Regalado passeou-se

no jardim, aqui na frente.
De olho no cão, esquivou-se,

lépido, ao gato que trouxe

um passarinho no dente.

Malvado gato, terror

dos passarinhos pequenos.
Se foi, pra mim, um horror

ver a cena, num estupor,

para o melro não foi menos.

Como é, Mãe Natureza?

Como é, Virgem Maria?

Estando o gato alimentado,

gordo, grande, bem tratado,

fazer tais coisas, devia?

Mas que mundo sem conserto.

Mas que mundo!... Que aflição!
Estava eu toda babada,

quieta, deliciada...

e logo veio confusão.

Época de passarada

toda doida, a fazer ninhos.
Alguns, já são repetentes.

Os novos, inconsequentes,

sem prática, coitadinhos,

caiem nas garras felinas;

distraídos na procura
de tudo quanto é pauzinho,

fios, lãs, cordéis, pedacinho

de qualquer coisa. Oh, ternura!

Ele foi caçar prà dona.

Fazer o quê, ao meu gato?
Tudo que pode encontrar

ele trata de apanhar

pra quem dá mimos, bom trato!...
-----------------------------
14/03/2003
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores n.º 20958

LauraBM às 14:45
TAGS - TEMAS DO BLOG «clique em cima»:

Caro Tomasi!

Obrigado por ter ido ao meu blog deixar este aviso.
Não sou insensivel, mas não tenho o hábito de andar a visitar blogs. Fico-me a trabalhar nos meus.

Queria salvar as aves portuguesas... queria salvar o lobo hibérico... queria salvar os ursos do Alasca... queria salvar os milhares de focas que estão matando no Canadá... queria... queria... queria... mas não posso. Só posso sofrer!
Vou copiar e pôr no meu blog o seu alerta.
Laura b. Martins
Laura B. Martins a 10 de Maio de 2004 às 19:02

SALVEM O MELRO
Como vi que gostas de animais e de melros remeto esta mensagem: Amigos
Quebrei as regras que para mim impus quando criei este blog de poesia. Há notícias que ferem os tímpanos a quem as lê ou escuta. Por mim, que sou sensível, não posso deixar de vos comunicar o seguinte:
Venho por este meio manifestar a minha tristeza e pedir a vossa solidariedade, e o vosso protesto para uma notícia que me foi dado a conhecer na página 11 do “Jornal de Notícias” de 29/04/2004.
Está escrito entre outras coisas: Segundo proposta do Ministério da Agricultura, a lista de espécies abertas à caça poderá aumentar este ano, passando a incluir o melro, a gralha-preta, o gaio e a pega-rabuda.
Fiquei pasmado! Cá por mim já protestei no site do Governo.
Como é possível acabar com espécies que estão em vias de extinção em Portugal e são autóctones. Recordo que já poucas aves restam junto das nossas aldeias e o melro vive junto do homem, perto das suas casas e nas suas hortas, onde até é proibido caçar. Se esta lei passar, nada vai restar e não mais ouviremos chilrear, nas manhãs as aves que nos encantam.
No meu blog de poesia criei um post de protesto AMIGOS: SALVEMOS O MELRO
romasi a 10 de Maio de 2004 às 17:20

HOMENAGEM AO GATO

Homenagem ao mais belo e versátil animal doméstico

que JAMAIS será domesticado.

O paraíso JAMAIS será paraíso

a não ser que os meus gatos estejam lá, esperando-me.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar neste blog