Amados gatos - todo o mundo os ama - excepto quem tiver um coração insensível ou não os entenda. Eis a minha contribuição e apreço para essas maravilhosas criaturas de Deus. Bem hajam, queridos bichanos!

10
Abr 08

Mateus_Kity.jpgAqui estou eu, mais uma vez, a escrever-lhe umas palavrinhas e envio também uma foto da kity a melhor amiguinha do Mateus. Desde que ele partiu é assim, passa os dias triste e quando eu chego a casa, muito carente.
Laura devo dizer que a Kity é uma gatinha tripé, não sei bem o que lhe aconteceu sei que em finais de Julho de 2006, passei á porta da veterinária de família umas 3 vezes em dias diferentes claro.
E na vitrina via sempre aquele gatito preto para adopção até que um dia entrei para comprar comida para o MATEUS, ele tinha de fazer uma alimentação cuidada visto ter cálculos renais.
Olhando para a empregada fiz o seguinte comentário: Coitadito,  vê-se mesmo que é preto,  ninguém o quer.  Já o vejo aqui, pelo menos á 2 semanas. E a srª disse: - Não é só o facto de ser preta, pois é uma menina, mas tem falta de uma patinha traseira.

Laura devo dizer que não segurei as lágrimas e de imediato disse que ficava com ela.
Quando no dia a seguir fui falar com a veterinária esta disse-me que ficou contentíssima quando soube quem tinha levado a sassi como ela lhe chamava.
E contou-me que a Kity tinha lá chegado acompanhada de um casal, com a patinha simplesmente presa por um tendão, e que o dito casal lhe pediu que a abatesse. A Drª recusou e disse que a gatita só tinha a patinha naquele estado, não era caso para ser abatida.

Certo é que hoje vive comigo e, mesmo sem uma patinha, faz tudo o que os outros fazem: sai á rua sobre minha supervisão, vai ao areão e sobe para a minha cama, pois desde que o Mateus partiu é a minha companheira das noites, sempre com ar muito triste.
Devo acrescentar que no dia em que o Mateus partiu, ela teve perfeita consciência que ia ficar sem o amiguinho pois teve 40 de febre e costuma dar miados como se do seu amiguinho andasse á procura.

Foi mais uma história da minha vida que quis partilhar consigo nesta noite fria e triste. Devo dizer também,  Laura, que todos os animais que possuo eram abandonados mas hoje têm a sua casinha aqui comigo, que os adoro, embora o meu anjo Mateus já tenha partido.
Espero não maçá-la, uma boa noite e beijinhos.
--------------
25/02/2008
Ana Parreira

Ainda há quem tenha um coração tão doce como o mel. A Ana não resistiu e levou com ela a gatinha tripé. Bem que ela sabia como ia ser difícil encontrar-lhe um lar.
É assim amigos, quem gosta, gosta sempre. Eu e a Ana amamos gatos!
------------
Laura

LauraBM às 22:06
TAGS - TEMAS DO BLOG «clique em cima»: ,

HOMENAGEM AO GATO

Homenagem ao mais belo e versátil animal doméstico

que JAMAIS será domesticado.

O paraíso JAMAIS será paraíso

a não ser que os meus gatos estejam lá, esperando-me.

arquivos
mais sobre mim
pesquisar neste blog